Pendências: Prefeito Fernandinho reconhece erros, fala que não cumpriu ainda com o prudencial e garante de não fazer da Prefeitura um cabide de emprego





Em mensagem anual do prefeito Fernandinho, ocorrida ontem na tribuna da Câmara Municipal de Pendências, o prefeito fez questão de reconhecer os erros praticados no ano de 2017, onde disse que ” mesmo demitindo mais de 116 funcionários em duas etapas e não cumpri ainda com o prudencial” de acordo com Lei de Responsabilidade Fiscal. Mesmo assim o prefeito identificou ações do governo, se mostrou -reocupado com o que prometeu e até o momento não cumpriu.

Consciente que o executivo necessita estar alinhado com o legislativo, o prefeito disse ao vereador Isac Santos que é um grande questionado de sua gestão ” Isac gostaria muito de recebe-lo na minha sala, em algumas secretarias, bater um papo nos finais de semana e trocarmos ideias sobre politica e o o nosso municipio.” O prefeito Fernandinho realizou uma prestação de contas das secretarias de Saúde, Infra Estrutura, Educação,  Ação Social e deixou claro que ” foi um ano de dificuldades, não pude fazer nada pela minha cidade de estrutura física, mas tudo o que pude fazer dentro de uma casa que precisa se manter, eu fiz”.

O prefeito Fernandinho reconheceu claramente que ” Muitas coisas ficou a desejar no município de Pendências em 2017″,  inclusive retratou que de novembro para o atual momento o mesmo deu “uma atrasada com seu fornecedores”.
Diante de todos que se encontravam prestigiando a sua mensagem anual, o prefeito fez questão de registrar que nunca imaginou passar por um pressão como a ” pressão do emprego”, mas hoje dói na gente quando enxergamos o semblante de cada um em busca desse emprego, mas fui eu que errei, errei tentando ajudar. Não iria chamar os vereadores para escolher quem colocar para fora. Mas peço a Deus para consertar tudo esse ano. Mas não podemos empregar pessoas como querem, o município não estar podendo, não estou querendo ser liderança nenhuma para eu chegar e fazer da prefeitura um cabide emprego.”

CIDADE DO SAL

Nenhum comentário: