Na estatística das 200 vidas recuperadas em Guamaré, idosa de 71 anos com diabetes e hipertensa está curada de covid



A história de vida de dona Maria Pedrosa de Sousa, 71 anos, pode ser resumida em duas palavras: fé e superação. Curada de Covid, aos 71 anos, ela é portadora de diabetes, tem pressão alta, usa marca passo e faz tratamento de Alzheimer.

Moradora do Centro, dona Maria Pedrosa foi internada no hospital de Guamaré, onde permaneceu por oito dias, sendo transferida para o Hospital Luiz Antônio, em Natal. Apesar das comorbidade, não precisou de UTI, recebendo alta após quatro dias e hoje recebe os cuidados da família em casa.
Na estatística das 200 vidas recuperadas em Guamaré, dona Maria é viúva, tem 7 filhos. Quando esteve internada no Hospital Manoel Lucas de Miranda, ela não perdeu o contato com familiares e por meio de vídeo com auxilio de um aparelho de celular, com chamadas pelo aplicativo WhatsApp, conversava com a família no leito.


O serviço é pioneiro na 3ª Região de Saúde do Estado. As chamadas de vídeo acontecem com o auxílio do serviço de assistência social do hospital e de um técnico de enfermagem e as ligações são realizadas sempre que o paciente tiver condições de fala, e em acordo com a família.
A direção do hospital informou que além de permitir o contato virtual entre os familiares e o paciente, essa comunicação funciona também como um canal para esclarecimento sobre a evolução clínica e o processo de recuperação dos doentes de covid-19.

Nenhum comentário: