Quando se trata do cuidado com o povo, Albert Dickson e o medico de Macau Zé Antônio tem muita coisa em comum

 


O deputado Albert Dickson (PROS) voltou a defender o uso profilático e precoce do medicamento ivermectina no combate à Covid-19. O deputado afirma que a utilização do remédio contribuiu para que o Rio Grande do Norte mantivesse a doença sob controle. Esse entendimento realizado pelo Dr. Albert Dickson também foi o entendimento do médico Zé Antônio Menezes para tratar os cidadãos salineiros em Macau.
 
“A ivermectina mudou a cara do nosso Estado. A Paraíba está sofrendo com a alta ocupação dos leitos de UTI, chegando a quase 80%, enquanto estamos em torno de 20% a 30%. Significa que o RN levou à frente o uso profilático e precoce. Comparado com a vacina, podemos dizer que a grande vantagem da ivermectina é que ela não registrou óbitos e é barata, por isso que a indústria farmacêutica e alguns governos, infelizmente, não têm olhado com carinho para ela”, defende Albert.

Macau


Mesmo sem nenhum vínculo com o HAF de Macau, onde foi proibido de adentrar e atender seus pacientes,  Zé Antônio não se omitiu quando recebeu e acompanhou pacientes em sua residência ou em pontos particulares, tendo como base no combate a covid-19 o medicamento IVERMECTINA .

Realidade onde podemos mensurar que mais de 80% dos macauenses que se sentiram incomodados com o vírus foram atendidos pelo médico salineiro com o uso profilático e precoce com essa medicação.  

Moral da historia

O que os dois tem em comum; o cuidado legitimo com o povo.

Por: Blog Cidade do Sal



Nenhum comentário: