Anvisa recebe pedido de uso emergencial para a vacina da CanSino, de dose única

     A Agência Nacional de Vigilância Sanitário (Anvisa) comunicou na tarde desta quarta-feira (19) que recebu o pedido de uso emergencial da vacina do laboratório chinês CanSino Biologics contra a Covid-19, que recebeu o nome de Ad5-nCoV. O imunizante provoca imunidade com apenas uma dose, sistema que facilita a logística de vacinação.

    Os resultados apresentados pela CanSino mostram que a vacina possui a eficácia contra todos os casos sintomáticos da Covid de 65%, e chega a 90,07% para os casos graves em um prazo de até 28 dias da aplicação da dose.

A  Anvisa afirmou em nota que já está analisando os documentos enviados pela empresa. A agência tem até sete dias úteis para se pronunciar, caso o fabricante observe todos os requisitos legais.

    Durante o mês de março, o órgão teve duas reuniões com representantes do laboratório CanSino para discutir a documentação a ser enviada para o pedido de uso emergencial.


Vacina no mundo

    A vacina do laboratório chinês foi testada em vários países: Paquistão, Rússia, Chile, Argentina e México. O imunizante já faz parte dos programas de vacinação da China, do México, do Chile, do Paquistão e da Hungria.

Imunização contra a Covid-19

    As vacinas contra a Covid-19 garantem proteção porque previnem a doença, especialmente nas formas graves, reduzindo as chances de morte e internações.

    Embora não impeça o contágio e nem a transmissão do vírus, a vacinação é essencial, já que induz o sistema de defesa do corpo a produzir imunidade contra o coronavírus pela ação de anticorpos específicos, segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm)


Fonte: Terra Brasil Notícias

Nenhum comentário: