Pazuello revela: Bolsonaro nunca mandou desfazer contrato ou acordo com Butantan

     Durante o depoimento à CPI da Covid 19, no Senado Federal nesta quarta-feira (19), o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello disse que Jair Bolsonaro nunca mandou cancelar a compra da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan. Segundo o ex-ministro, o presidente fez apenas uma postagem sobre o tema na internet.

“Em momento algum o presidente me desautorizou ou me orientou a fazer nada diferente do que eu estava fazendo”, disse Pazuello. “As orientações foram fazer a coisa acontecer o mais rápido possível.”

“O Presidente da República falou para mim e para todos os ministros várias vezes: assunto de saúde é com o Pazuello”, disse o ex-ministro

No ano passado, Pazuello disse em um vídeo que sua relação com o presidente “era simples”. “Um manda e outro obedece”, disse.

    “Ele falou publicamente, para o ministério ou para mim (não disse) nada. Só havia termo de intenção de compra e foi mantido. Uma postagem na internet não é uma ordem. Ordem nunca foi dada”, disse Pazuello. “Nunca o presidente mandou eu desfazer qualquer contrato ou acordo com o Butantan. O presidente também se posiciona como agente político. A posição dele não interferiu em nada no diálogo com Butantan”, acrescentou.

"Aquilo é só um jargão militar, um jargão simplório colocado para discussões de internet”, finalizou.


Fonte: Terra Brasil Noticias 

.

Nenhum comentário: