Bolsonaro pode aumentar auxílio emergencial para R$ 400 e deixa esquerda em pânico

     A possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro prorrogar o prazo do auxílio emergencial para R$ 400 já deixa a esquerda assombrada. Essa ação foi ventilada por membros do Congresso. A popularidade crescente de Bolsonaro e o auxílio dado aos trabalhadores e famílias afetadas por conta da pandemia da Covid-19 são dois fatores que assustam a oposição.

    Munida 16 anos por pagamentos em programas sociais, a esquerda teme perder ainda mais seu público com maior vulnerabilidade social. Jair Bolsonaro, diferentemente dos governos anteriores, não pensa em fazer com que o apoio financeiro seja uma bandeira levantada para sua reeleição em 2022.

    O presidente pretende fazer com que seus programas tenham finalidade de crescimento social, fazendo com que a população possa progredir e não criar dependências a partir do projeto social.


Fonte: Terra Brasil Notícias




Nenhum comentário: