RN define início da vacinação contra Covid de pessoas com menos de 60 anos sem comorbidades


     As secretarias estadual e municipais de Saúde aprovaram, nesta quarta-feira (9), a vacinação do público abaixo dos 60 anos sem comorbidades contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte.

      A reunião da Comissão Intergestores de Bipartite aconteceu durante a manhã e aprovou a destinação de 50% das doses que chegarem ao estado para vacinação do público geral, fora dos grupos prioritários do plano nacional de imunização.

       A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) e pelo Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems).

     Segundo o governo estadual, o avanço imediato para atender as faixas etárias sem comorbidades será simultâneo à vacinação dos grupos prioritários.

Um levantamento do G1 apontou que Natal é a única capital do estado que não começou a vacinação do público abaixo dos 60 anos sem comorbidades. Nesta terça-feira (8), o secretário municipal, George Antunes, afirmou que dependia de autorização da CIB para avançar na imunização do público.

No início da manhã desta quarta (9), a Sesap afirmou que previa o início da vacinação ainda nesta semana, em todo o estado.

“Este é um marco muito importante diante do momento epidemiológico que o Brasil está vivenciando, no qual temos o aumento da mortalidade das pessoas mais jovens e não podemos nos furtar de avançar na vacinação dessas pessoas”, disse Lyane Ramalho, subsecretária de Gestão e Planejamento da Sesap.

Já partir da próxima remessa - chegam 59.250 doses da AstraZeneca-Oxford na madrugada de quinta-feira (9) - será feita uma divisão de 50% para o avanço em faixa etária e 50% em grupos prioritários, incluindo a cota para trabalhadores da educação.

“Temos ainda grupos prioritários que precisam ser vacinados. Municípios menores já conseguiram concluir a vacinação dos grupos prioritários e poderão avançar com maior rapidez para vacinação exclusiva por faixa etária”, pontuou Lyane.

Mesmo antes da aprovação da Câmara Bipartite, pelo menos dois municípios já haviam iniciado a vacinação de pessoas abaixo dos 60 anos sem comorbidades. Mossoró começou no domingo (6) a imunizar o público com 55 anos ou mais.

Já Caicó começou, nesta quarta (9), a aplicar doses de vacinas em pessoas com 59 anos. São Gonçalo do Amarante também havia anunciado imunização do público dos 57 aos 59 anos a partir desta quinta (10).

Lactantes são incluídas nas prioridades

A reunião também aprovou a inclusão de mulheres lactantes com crianças de até 6 meses de idade no grupo prioritário para imunização contra a Covid-19. Segundo Maria Eliza, presidente do Cosems, o grupo também será incluído no  dia 'D' de vacinação de grávidas, previsto para o próximo sábado, dia 12.

     Segundo a Sesap, a medida se baseou em recomendações da Associação de Ginecologia e Obstetrícia do RN. “Esse será um dia (sábado, 12) muito importante para que possamos melhorar nossos indicadores de vacinação no Rio Grande do Norte e assim salvar vidas”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia.

     Ainda de acordo com a presidente do Cosems, o estado também vai passar a receber vacinas da Jansem a partir desta semana, que tem dose única e será usada prioritariamente na vacinação de trabalhadores da educação e caminhoneiros.

Mutirão

   A Secretaria Estadual de Saúde do RN ainda afirmou que haverá um mutirão para registro das vacinações do RN+ Vacina.

    Além disso, o governo deverá disponibilizar um formulário para todos os municípios informem os números da vacinação das pessoas com comorbidades.

   “Se o município não conseguir atingir todo o público com comorbidade com as doses distribuídas, será feita uma solicitação formal ao Ministério da Saúde para o envio de doses que possam complementar e assim garantir a vacinação total deste público”, disse Lyane Ramalho.

Fonte: G1 RN

Nenhum comentário: