Grupo de artesanato "Vovó Mariê" retoma às atividades em Alto do Rodrigues

 O primeiro encontro do grupo de artesanato "Vovó Mariê" no retorno após um pequeno recesso em razão da pandemia, aconteceu na tarde desta terça-feira (6/7) no Museu Memórias do Alto (Ambiente Cultural Dona Tiquinha) com a presença da secretária de Cultura e Turismo (Secult), Jully Baracho, e da adjunta da pasta, Edicea Neves.

        As atividades serão iniciadas na próxima segunda-feira (11/7), seguindo todos os protocolos de segurança necessários, com turmas reduzidas e divididas entre os turnos matutino e vespertino (7 em cada turno) totalizando 14 alunos. A primeira turma começa a partir das 13h, se estendendo até às 14h30, em seguida a segunda inicia às 14h30 e encerra às 16h30, no ambiente cultural que fica localizado no centro da cidade. O curso também se estenderá a comunidade rural de Canafístula,  com o início dos trabalhos previstos para a próxima sexta-feira (9/7). 
    Neste primeiro encontro, a instrutora do curso "Vovó Mariê", Francisca Ferreira, distribuiu um kit de material composto por tecido, agulha de mão, caneta e linha, disponibilizado pela Secult para a confecção do primeiro trabalho que consiste em um desenho feito utilizando bordado, pintura e pé de fuxico. Também serão oferecidas oficinas de confecção de rosas artificiais, biscuit e crochê. 

    Segundo a instrutora da oficina, as atividades tem rendido bons frutos, uma vez que forma profissionais para o mercado de trabalho. Ela conta que pelo menos 3 pessoas conseguiram a profissionalização com o treinamento e estão garantindo uma renda extra confeccionando e comercializando o seu próprio produto.

    Além de proporcionar a geração de renda para o participante, as atividades também serve de uma espécie de terapia ocupacional. A aluna "Gracinha" relatou no momento da reabertura dos trabalhos que estava ficando ansiosa e que o retorno às atividades já está lhe deixando mais tranquila.

Na ocasião, a secretária reforçou a importância dos cuidados de higiene, distanciamento social e o uso do álcool 70%, para evitar a proliferação do Novo Coronavírus (COVID-19), no município 


Nenhum comentário: