RN anuncia campanha de multivacinação para atualizar caderneta de crianças e adolescentes em outubro

Campanha de vacinação — Foto: Saulo Roberto/Sistema Verdes Mares

    Da próxima sexta-feira (1º) até 29 de outubro, o Rio Grande do Norte vai participar da Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente 2021.

    O público-alvo são crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade não vacinados ou com esquemas vacinais incompletos.

    Segundo a Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte, o objetivo é melhorar as coberturas vacinais e diminuir a incidência de doenças imunopreveníveis, como a poliomielite, meningite e hepatites.

    Entre janeiro e agosto, o Rio Grande do Norte não cumpriu nenhuma das metas de cobertura das vacinas que são aplicadas em crianças com até um ano de idade.

    De acordo com a Sesap, a pasta realizou reuniões com as coordenações municipais de imunização, com orientações para a ampliação das coberturas vacinais.

    Entre as medidas, estão a garantia das salas de vacina abertas durante todo o horário de funcionamento, o registro adequado da vacinação, o combate a qualquer informação falsa sobre vacinação, além da garantia de pessoal treinado e habilitado.

    "A vacinação reduziu drasticamente a incidência de doenças graves, que causavam milhões de mortes em todo o mundo. Manter a vacinação em dia é fundamental para evitar mortes futuras. Ela é a segurança para que doenças já erradicadas não se manifestem mais e permite a segurança das crianças e da população", disse Laiane Graziela, coordenadora de Imunização da SESAP.

    As vacinas preconizadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) para as crianças menores de 1 ano de idade são: BCG, Rotavírus, Hepatite A, Hepatite B, Meningo C, Pentavalente, Pneumocócica, Poliomielite e Tríplice Viral.

A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 95% das crianças nessa faixa etária.

    A orientação é que os pais levem os filhos, junto com a carteira vacinal, aos postos de saúde, para atualizar as doses que estejam em atraso. 


POR G1 RN

Nenhum comentário: