RN registra menor taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid desde o início da pandemia, diz Sesap

 

    O Rio Grande do Norte registrou, na quarta-feira (29), a menor taxa de ocupação de leitos críticos desde o início da pandemia da Covid-19, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

    A taxa de ocupação dos leitos críticos foi de 21,75% e a média móvel no estado marcou 24,41%, a menor média já registrada na série histórica, de acordo com o levantamento da pasta com dados do sistema Regula RN - usado na administração dos leitos.

    A Região Metropolitana também registrou a menor taxa de ocupação dos leitos críticos da série histórica (24,13%). A Região Oeste marcou 18,51%, e a Região do Seridó registrou ocupação de 11,76%.

    Segundo a Sesap, a maior taxa de ocupação de leitos críticos no RN aconteceu em 31 de maio deste ano, com 99,01%. Naquele período, o estado enfrentava filas de pessoas à espera de um leito no sistema público de saúde

    Na manhã desta quinta-feira (30), por volta das 10h, a taxa de ocupação no RN era de 22,7%; na Região Metropolitana 24,8%; Região Oeste 20,4% e Região Seridó 11,8%.

    Segundo o governo, atualmente o estado tem 387 leitos destinados aos pacientes acometidos pelo coronavírus, sendo 225 leitos críticos e 162 leitos clínicos.


O estado atribuiu a baixa pressão do sistema de saúde à vacinação da população.

    De acordo com o último boletim epidemiológico emitido pela Sesap, o RN tem 368.500 casos confirmados do coronavírus; 176.172 suspeitos; 734.408 descartados; 259.490 descartados; e, 7.336 óbitos, sendo um óbito confirmado nas últimas 24 horas.

    A Sesap informou que iniciou o processo de reversão de leitos Covid em leitos de UTI geral. Até agora, pelo menos 100 leitos de UTI foram transformados em leito para atendimentos de pacientes com outras doenças.


POR; G1 RN

Nenhum comentário: